Documentos:
» Pesquisar
Date Picker
» História

Informação Sumária

 
Padroeira: Nossa Senhora das Neves.
 
Habitantes: 234 habitantes (I.N.E.2011) e 364 eleitores em 05-11-2011.
 
Actividades económicas: Agricultura.
 
Festas e romarias: Senhora dos Remédio (1º domingo de Maio) e Santíssimo Sacramento (Agosto).
 
Património cultural e edificado: Igreja paroquial, capela da Senhora dos Remédios.
 
Gastronomia: Sarrabulho e rojões.
 
 
ASPECTOS GEOGRÁFICOS
 
A Freguesia de Padroso, com aproximadamente 838 ha, distribuídos por terras férteis, está localizada a cerca de 17 km da vila de Arcos de Valdevez, a sede do concelho a que pertence. Sua posição geográfica, no extremo norte do concelho arcoense, faz-se pelas vertentes de montanhas e vales, das serras que estabelecem limites concelhios entre Arcos de Valdevez, Monção e Paredes de Coura. Os seus limites são partilhados com as seguintes freguesias: a Norte, a Freguesia de Extremo. A Sul, a Freguesia de Eiras. A Nascente, a Freguesia de Portela e a Poente as freguesias de Insalde e de Padornelo, ambas pertencentes ao Concelho de Paredes de Coura.
 
 
RESENHA HISTÓRICA
 
Acerca da história desta freguesia, há informações de ter existido aqui, um Dólmen de grandes dimensões num "Alto" chamado "Cabecinhas". Não é de se colocarem dúvidas, a essa informação, tendo em conta a realidade de toda esta região no que aos tempos megalíticos diz respeito.
 
Como se sabe um Dólmen ou uma Anta são sinónimos, São locais funerários onde os antepassados de épocas remotas depositavam os seus mortos, compostos por pedras grandes, sobrepostas de forma a formarem galerias, ou entradas para galerias, como é o caso de mamoas ou mámuas.
 
É, portanto entendível, que havendo civilizações castrejas, em toda esta região, tivesse havido aqui uma zona dolménica.
 
Ainda, acerca da história desta freguesia transcrevemos na integra a informação contida no livro " Inventário Colectivo dos Arquivos Paroquiais vol. II Norte Arquivos Nacionais/Torre do Tombo"
 
«Em 1258, na lista das igrejas situadas no território de Entre Lima e Minho, elaborada por ocasião das Inquirições de D. Afonso III, Padroso, é citada como uma das igrejas pertencentes ao bispado de Tui.
 
Quando, em 1546, o arcebispo primaz D. Manuel de Sousa mandou proceder à avaliação daquelas igrejas, incorporadas no início do século XVI na diocese de Braga, Santa Maria de Padroso tinha de rendimento 36 mil réis.
 
Na cópia de 1580 do Censual de D. Frei Baltasar Limpo, São Salvador de Padroso era da apresentação do arcebispo e do mosteiro de São Salvador de Sabadim. Era-lhe anexa perpetuamente Santa Cristina de Padreiro.
 
Segundo o Padre António Carvalho da Costa, Padroso foi abadia da apresentação dos viscondes de Vila Nova de Cerveira, sendo anexa ao mosteiro de Sabadim. Acrescenta ainda o mesmo autor que esta igreja era padroado eclesiástico com reserva ordinária e, por isso, renunciável.»
 
 
( Fonte consultada: Inventário Colectivo dos Arquivos Paroquiais vol. II Norte Arquivos Nacionais/Torre do Tombo )
Novos autarcas...
2013-11-15 15:18:00 Em virtude das recentes eleições e da agregação de freguesias...
Padroso...
2010-10-01 11:41:00 Venha conhecer a freguesia de....
Tempo Viana do Castelo